ABREV 6 COLÔNIA

QUAIS TRATADOS SABER?

Se o assunto for limites, há muitos: Toledo (1480), Tordesilhas (1494), Utrecht (1715), Madrid (1750), El Pardo (1761), Santo Ildefonso (1777) e Badajós (1801). Mas todas as questões de 1991 a 2013 podiam ser resolvidas dominando os conteúdos que envolviam Tordesilhas (a viagem de Colombo, de 1492 e a Bula Intercoetera, de 1493) e Madri (troca de Sacramento pelos Sete Povos e a Guerra Guaranítica que se seguiu). Se o assunto for comércio, os Tratados são de Methuen (1703) e os de Aliança, Comércio e Amizade, assinados na Era Joanina (1810).

ILUMINISMO DE RICO E DE POBRE

As ideias de liberdade, igualdade e fraternidade eram subversivas no Antigo Regime (Absolutismo anterior à Revolução Francesa de 1789). A Inglaterra trocou o Absolutismo dos Stuarts pelo Parlamentarismo com o Bill of Rights (Revolução Gloriosa de 1689), em consonância com as ideias de Locke, que o povo tinha direito de rebelião contra governos tirânicos.  No Brasil Colonial, os ricos e endividados inconfidentes de Minas Gerais queriam a liberdade política e comercial, mas com manutenção da escravidão. Na Bahia, os inconfidentes queriam começar pelo fim da escravidão e dos preconceitos que existiam contra homens que já eram livres, mas eram discriminados pela cor (o pré-requisito para cargos era a limpeza de sangue,  que excluía negro, mestiço, e judeus e seus descendentes).

 

Anúncios